10 setembro 2006

ADRIANO

Nome: Adriano
Apelido: Imperador
Nome Completo: Adriano Leite Ribeiro
Nascimento / Falecimento: 17 fevereiro 1982 / vivo
Posição: atacante
Seleção: brasileira
Participação em Copas: 1 (Alemanha, 2006)
Início / Fim da carreira: 1999 / em atividade




HISTÓRIA

Nascido no Rio de Janeiro, Adriano Leite Ribeiro começou sua carreira nos times de base do Flamengo em 1999. Um ano depois, o atacante foi promovido do time juvenil para o profissional, sem passar pelos juniores, devido a sua impressionante força e movimentação que encantaram os dirigentes.

Em 2001, Adriano cruzou o Atlântico para jogar na Internazionale de Milão. O atacante vestiu pela primeira vez a camisa azul e preta da Inter no dia 14 de agosto daquele ano, em um torneio amigável, valendo a Taça Santiago Bernabéu, contra o Real Madrid. O jogador entrou aos 37 minutos do segundo tempo, e nove minutos depois, já nos acréscimos, marcou, cobrando falta com precisão, o gol da primeira vitória da Inter sobre o Real (2 a 1).

Logo no início de 2002, o atacante foi emprestado para a Fiorentina, que estava atravessando uma fase difícil. Em 15 jogos pelo Campeonato Italiano, Adriano marcou 6 gols, mas não conseguiu evitar a queda do time para a segunda divisão. Na temporada seguinte, metade do passe do jogador foi vendida ao Parma, onde marcou 15 gols em 28 jogos na Série A, se tornando um dos artilheiros do torneio. Seu ótimo desempenho fez com que a Inter recomprasse a outra metade do passe do craque em 2004, e desde então, Adriano se tornou ídolo do clube, onde é chamado de Imperador.

Ainda no começo da carreira, o jogador ganhou seu espaço na seleção brasileira. No mesmo ano em que estreou no Flamengo, em 1999, Adriano também começou a jogar com a camisa verde-amarela, na categoria Sub 17, e sagrou-se campeão do mundo na Nova Zelândia.

No ano seguinte, o então técnico Emerson Leão o convocou para jogar contra a Colômbia pelas eliminatórias da Copa do Mundo. Apesar das críticas, o técnico apostou em Adriano: “Ele é alto, forte, com um potencial de explosão e presença de área. Com ele, posso ter opções para mudar o esquema tático do time. É um jogador para o futuro”.

Em 2001, jogando pela seleção Sub-20, foi campeão da Copa Sul-Americana e artilheiro da Copa do Mundo Sub-20, onde marcou 6 gols.

Com tantos resultados positivos, estava mais do que na hora de Adriano voltar à seleção principal. E isso aconteceu em 2003, sob o comando de Carlos Alberto Parreira. Adriano foi convocado para amistosos e entrou em campo na partida contra Portugal (derrota por 2 a 1) em 2003, com o desafio de substituir Ronaldo, no segundo tempo. O resultado agradou ao técnico Parreira. “Quando a gente precisa, o Adriano decide”, disse.

E o técnico estava certo. Foi assim na Copa América de 2004, quando marcou, já nos acréscimos, o gol de empate por 2 a 2 na decisão contra a Argentina e que levou o Brasil ao título na disputa de pênaltis. Na ocasião, Adriano foi também o artilheiro da competição.

O mesmo se deu no jogo contra a Alemanha, pela semifinal da Copa das Confederações, quando decidiu o jogo marcando dois gols. Adriano ganhou a Chuteira de Ouro por ter sido o artilheiro da Copa das Confederações Alemanha 2005, com cinco gols, e a Bola de Ouro como o melhor jogador da competição.

Em 2006 Adriano participou da sua primeira Copa do Mundo, marcando 2 gols. Não estreou bem em mundiais, assim como ele o elenco da seleção brasileira não mostrou futebol e foi desclassificada nas quartas-de-final pela França. Adriano continua na Inter.



CLUBES

- Flamengo (Brasil): 1999/2001
- Internazionale (Itália): 2001/2002 e 2004 até hoje
- Fiorentina (Itália): 2002
- Parma (2002): 2002/2004



PRINCIPAIS FATOS

- Artilheiro da Copa América: 2004
- Artilheiro da Copa das Confederações: 2005
- Campeonato Carioca: 2001
- Campeonato Italiano: 2006
- Campeonato Mundial Sub-17: 1999
- Campeonato Sul Americano (Sub 20): 2001
- Copa América: 2004
- Copa das Confederações: 2005
- Copa Itália: 2005, 2006
- Melhor jogador da Copa América: 2004
- Melhor jogador da Copa das Confederações: 2005
- Supercopa Italiana: 2005, 2006
- Taça Santiago Bernabéu: 2001
- Torneio de Toulon: 2002



LINKS

- Vídeos do Adriano

3 Comentários:

Anonymous Anônimo said...

Prezado Adriano.
Você merece ser reconhecido como um grande vencedor.Você perdeu um batalha, ao ser declarado o pior jagador da Itália, porém você não perdeu a guerra.Agora com a sua família ao seu lado, sua força de recuperaçaõ vai ser redobraba, eu acredito nisso e em você. O homem pode cair.Pode também levantar, sacudir a poeira e dar a volata poe cima, como diz o poeta.O maior poder vem de DEUS e com certeza se você acreditar e procurá-lo atingirá a vitória desejada.sousa5579@gmail.com

setembro 23, 2007 2:34 PM  
Anonymous Anônimo said...

boa sorte adriano que deus te abençoe que vc possa joga no flamengo dinovo

fevereiro 07, 2013 2:50 AM  
Blogger Jorge Ramiro said...

Adriano é o melhor jogador do PES. Eu o conheci quando ele veio para a Vila Leopoldina. Mede dois metros.

agosto 26, 2013 8:02 PM  

Postar um comentário

Links deste post:

Criar um link

<< Home